O Cubo projetado pela L35 acolhe o Centro Pompidou de Málaga

Málaga · 30 de Março, 2015

Desde o passado 28 de março, o Cubo de Málaga, acolhe parte da coleção do Centro Pompidou, que irá acompanhada de uma variada programação de experiências multidisciplinares, exposições e oficinas.

O grande cubo de vidro de 12m de lado é a parte visível do edifício cultural de 6.300 m², distribuídos em dois níveis, nova sede do Centro Nacional de Arte e Cultura Georges Pompidou. O Cubo, concebido pela L35 no marco do projeto da Marina La Farola, mais conhecido como Muelle Uno, contou com a colorida intervenção do artista francês D. Buren. Esta transformação urbanística de 56.000 m² devolveu aos malaguenhos a relação com o mar, com a criação de um passeio marítimo de duas alturas que inicia na Plaza Central, onde se situa o Cubo e se estende até a Plaza la Farola. No nível do cais, este espaço longitudinal se completa com uma variada oferta de lojas, quiosques e vegetação autóctone. O nível superior destaca-se por seus espaços naturais e áreas de descanso que convidam ao passeio e a contemplação. Apoiando-se na topografia, uma grande rampa de suave pendente atenua o desnível entre plataformas e conecta o Palmeral de las Sorpresas com a praça do centro cultural, que evoca um mar pétreo de onde emerge o grande cubo de vidro como estandarte do edifício e do conjunto completo de La Marina de la Farola.

Más información